cadeira para sala de reuniões

  Cadeira para sala de reuniões: saiba como escolher a opção ideal

Os ambientes corporativos, hoje, estão cada vez mais integrados, de forma que a equipe possa interagir melhor e, assim, entregar melhores resultados. Nesse sentido, há uma preocupação maior em relação à composição dos espaços, com atenção especial à cadeira para sala de reuniões, por exemplo.

Afinal, é nesse local que as decisões mais importantes de uma empresa são tomadas. Então, não dá para oferecer aos colaboradores e convidados uma experiência incômoda. Na hora de projetar uma sala de reuniões, portanto, vale a pena considerar algumas dicas e certos cuidados. Veja só!

Entenda a importância da cadeira para sala de reuniões

O primeiro passo ao escolher uma cadeira para sala de reuniões é entender a sua importância para o espaço e, até mesmo, para a cultura da empresa. Por conseguinte, logo no planejamento do ambiente, é preciso ter em mente essas nuances da organização.

A sala de reuniões é o ponto de encontro para diversas discussões relevantes e comunicação, indispensáveis aos negócios. É ali que estratégias são traçadas, acordos são fechados e novas ideias surgem para serem colocadas em prática. Assim, as pessoas devem sentir-se confortáveis e acolhidas o suficiente, a fim de que tudo isso se torne possível.

A infraestrutura corporativa também diz muito sobre a gestão. Por isso, fatores estéticos e funcionais devem alinhar-se ao projeto de modo que o ambiente reflita a real imagem da empresa e a mensagem que ela deseja passar ao seu público interno e externo.

Considere a ergonomia das cadeiras

Ao investir em cadeiras adequadas para todos os ambientes do escritório, você já consegue esse resultado positivo, mas é na sala de reuniões que elas mais se destacam. Afinal, são vários postos ao redor de uma mesa, e, geralmente, esse se torna o principal ponto de destaque da decoração.

Acontece que não dá para pensar só na beleza e harmonia do mobiliário da sala. Como as pessoas costumam ficar bastante tempo sentadas durante as reuniões, as cadeiras também devem ser ergonômicas e de boa qualidade. Assim, ninguém vai ter sua atenção desviada para o desconforto do assento, por exemplo.

Se possível, e se o ambiente permitir, vale a pena investir em cadeiras com encostos e assentos reguláveis, além de braços e rodízios. Assim, elas vão se adaptar a cada pessoa, oferecendo conforto suficiente para que ela tenha uma ótima experiência e produtividade durante suas horas de trabalho na sala de reuniões.

Alinhe o conforto ao design

A boa notícia é que podemos interligar esse conforto necessário ao design, criando ambientes que reflitam a identidade da empresa. Hoje, existem vários modelos, dos clássicos aos modernos e dos básicos aos imponentes, sendo possível criar projetos únicos e bem-pensados, que valorizam a estética e preservam a ergonomia.

A cadeira do tipo interlocutor, por exemplo, combina com todo tipo de mesa e tem um estofado macio, ideal para muitas horas de trabalho, mesmo que com a base fixa. Já os modelos diretor ou presidente são mais elegantes e igualmente confortáveis. Porém, por elas serem mais largas e com apoios até para a cabeça (em alguns casos), dependem de uma mesa e um ambiente mais espaçosos.

Se a sala é enxuta, nesse caso, temos as cadeiras fixas ou do tipo secretária, que não têm assentos muito altos nem apoio para os braços. Elas podem ser encontradas em diferentes formatos, dos fixos aos que têm base giratória. Além do mais, são mais fáceis de combinar com a decoração da sala e dialogar com o restante do escritório.

Adeque o tamanho das cadeiras ao espaço da sala

Já que citamos esse aspecto, vale reforçar que a cadeira para sala de reuniões deve respeitar o tamanho da sala. Por mais que um gestor deseje um ambiente imponente, com cadeiras do tipo presidente para todos, a proposta deve, literalmente, caber nas dimensões disponíveis do local — e estar de acordo, inclusive, com a altura da mesa.

Caso contrário, por mais que as cadeiras sejam ergonômicas, bonitas e confortáveis, as pessoas se sentirão sufocadas e apertadas, com a sensação de que a sala está cheia demais. Logo, vale a pena estudar com calma o espaço, escolher itens que caibam harmonicamente no ambiente otimizado, além de pensar em climatização, iluminação, entre outros pontos.

Escolha peças com bons materiais e acabamentos

Não adianta pensar em todos os fatores até aqui elencados, se você não optar por cadeiras de qualidade. Isso porque o conforto se dá, também, pelo tipo de material usado, tanto no estofado (quando existir) quanto no tecido ou nos acabamentos.

Revestimentos em couro natural ou sintético, por exemplo, transmitem sofisticação e facilitam a limpeza. Bases sólidas e bem-feitas são mais resistentes e evitam que as pessoas se irritem com falhas ou ruídos — já pensou uma cadeira ou várias rangendo durante uma reunião?

Atualmente, as alternativas mais procuradas são as cadeiras com espuma injetada, que apresentam maior resistência e durabilidade. Também há modelos com telas, que favorecem a ventilação e transpiração e dão um estilo mais moderno ao ambiente. Os tecidos naturais ou sintéticos também oferecem um resultado estético interessante e são revestimentos duráveis.

Ainda vale analisar o material da base quando ela é feita de rodízios. Se o piso é de carpete ou tem tapetes, o poliuretano é mais recomendado. Agora, se o chão é de porcelanato ou madeira, os rodízios de polietileno são mais indicados, por não arranharem a superfície.

Avalie o melhor custo-benefício

Para que você encontre a melhor cadeira para sala de reuniões, também é preciso aliar todas essas dicas ao melhor custo-benefício. A qualidade do produto e a boa durabilidade são fatores presentes em catálogos de fornecedores com credibilidade no mercado, por exemplo.

Por mais que uma cadeira pareça atraente à decoração e confortável em um primeiro momento, é importante estudar a procedência da marca, pesquisar seu histórico em relação ao compromisso com a qualidade e, claro, verificar se ela atua de acordo com todas as exigências dos órgãos reguladores, como o Inmetro e a ABNT.

Ao ter todos esses cuidados em mente, a cadeira para sala de reuniões escolhida atenderá exatamente às expectativas da equipe em termos de estética, funcionalidade e ergonomia. A ideia é unir todos esses pontos para que o ambiente seja produtivo, agradável e aconchegante — tudo na medida certa.

Se você está à procura de cadeiras que atendam a esses requisitos, confira os nossos produtos e soluções. Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar!

Quer receber mais conteúdos como esse ?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

  1. Excelente conteúdo ! Parabéns’

  2. Muito bom o conteúdo!
    Parabéns FLEXFORM

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.