escritório flexível

Conheça a tendência de escritório flexível e saiba como aplicar

E se fosse possível ter um ambiente de trabalho em que os colaboradores se sintam mais à vontade e produtivos? Abraçar as mudanças, ou o chamado escritório flexível, é uma estratégia que muitas empresas já utilizam ou pretendem: pesquisas apontam que 55% delas identificam, na flexibilidade oferecida, uma conquista de melhor dinâmica entre os colaboradores.

Então, por que não abrir a mente e deixar os modelos tradicionais de escritórios de lado para conquistar benefícios indispensáveis na atualidade? Escritórios compartilhados, por exemplo, permitem a construção de networking, a troca de informação e experiências que tornam o trabalho mais enriquecedor e produtivo.

Sentiu curiosidade e quer saber mais sobre o escritório flexível? Continue a leitura!

O que é escritório flexível?

A flexibilidade no escritório envolve muitos aspectos, como a possibilidade de escolher os melhores horários de trabalho — já que nem todos são produtivos de manhã ou à tarde, como os horários comerciais exigem, e preferem trabalhar à noite — e o local em que essas atividades serão desempenhadas, que pode ser em casa ou em coworking — espaço dividido por diferentes empresas ou colaboradores —, por exemplo.

É possível que você tenha ouvido falar bastante em home office — uma das possibilidades de flexibilidade no trabalho — durante a pandemia, em que o isolamento social se tornou uma necessidade.

Como boa parte dos processos empresariais são feitos de forma digitalizada, o trabalho remoto é possível, mas ainda é necessário fazer várias adaptações para garantir a disciplina, o foco e a organização dos colaboradores, além do cuidado com a ergonomia em cadeiras e mesas, para que o desconforto físico não atrapalhe o desempenho.

Nesse sentido, existem móveis criados especialmente para o ambiente home office, já que alguns do comercial, como as escrivaninhas, podem não se encaixar perfeitamente no ambiente doméstico e tirar o conforto dos envolvidos.

De onde nasceu o conceito de escritório flexível?

O conceito de escritório flexível é bastante antigo. O termo coworking, por exemplo, foi criado em 1999. Com o tempo, o avanço tecnológico — que facilitou a interação entre os colaboradores apenas pela Internet — e o avanço da digitalização, a flexibilização se tornou cada vez mais comum.

Só em 2018, no Brasil, 60% das empresas adotaram o sistema home office, que aumentou consideravelmente a partir de 2020, com as medidas de segurança e contenção do coronavírus, em que foi necessário evitar ao máximo as saídas de casa e o contato com outras pessoas.

Quais são as principais características do escritório flexível?

Conforme mencionado, o conceito de escritório flexível é amplo e envolve diferentes aspectos dentro da realidade e das intenções de cada empresa.

Coworking

O coworking é um espaço que reúne colaboradores de diferentes empresas e áreas para trabalharem sem o isolamento que o home office normalmente impõe, e com a flexibilidade e produtividade que ambientes tradicionais de trabalho podem não oferecer.

Além disso, saiba que esses espaços podem até ter um custo de aluguel menor que o de uma sala comercial, o que se mostra vantajoso — tanto pela troca de experiência com outras pessoas quanto por questões financeiras.

Além disso, a energia do ambiente pode estimular a criatividade e preencher lacunas que escritórios comuns não conseguem, especialmente devido à rotina e aos vícios que os profissionais acabam criando ao longo do tempo.

Home office

No home office, os colaboradores trabalham de casa e interagem uns com os outros por videochamadas, ligações e mensagens. Entre as empresas brasileiras que adotaram esse formato, foi percebida uma melhora na produtividade dos envolvidos. Um exemplo disso é que médicos já alertaram para a necessidade de mudar de posição ao longo do dia e não passar tanto tempo sentado, o que torna o home office uma boa opção para colocar essa recomendação em prática.

Isso pode ser explicado pela redução de tempo gasto com o deslocamento, que agora passa a ser mais bem aproveitado e pode refletir no rendimento do trabalho — e até no aumento das sensações de bem-estar, motivação e felicidade.

Outro benefício é que o home office pode facilitar a conciliação entre vida profissional e pessoal, desde que os envolvidos consigam separar ambas as relações — o que também pode produzir efeitos positivos no trabalho.

Por mais que todas essas vantagens existam, é preciso ter muito cuidado, já que a ausência de vigilância, inúmeras distrações que podem ter em um ambiente doméstico e até barulho e dores na coluna causadas pelo uso de itens que não são apropriados para passar horas no trabalho podem produzir efeitos contrários.

Hibridez

E se as empresas optassem por misturar o home office com encontros presenciais, para equilibrar os benefícios do trabalho remoto sem que isso comprometa a relação entre os colaboradores e o compromisso com a entrega das demandas?

A opção também é muito utilizada nas empresas, que estabelecem dias específicos da semana para encontros presenciais e outros remotos, além de deixar a escolha a critério dos próprios colaboradores.

Jornada de trabalho

Flexibilizar a jornada de trabalho é outra maneira da empresa pensar fora da caixa e considerar que o rendimento dos profissionais pode não ocorrer de acordo com o horário comercial e proporcionar mais liberdade para que eles façam a própria escolha da jornada de trabalho.

Muitos colaboradores que têm filhos pequenos e dependem dos horários das creches e da escola podem se beneficiar dessa flexibilização. Ao dar ao funcionário a escolha do horário de trabalho, a empresa contribui para um equilíbrio entre a vida familiar e a profissional.

Além disso, especialmente em tempos de coronavírus, possibilitar essa escolha evita que muitos funcionários dividam o mesmo ambiente, no mesmo horário, o que reduz as chances de contaminação.

Por que o escritório flexível já virou tendência?

Você consegue imaginar como seria deixar de trabalhar com uma rotina monótona, cumprindo os mesmos horários, gastando tempo e dinheiro com deslocamento e pouco aproveitando o tempo? Boa parte dos trabalhos exigem que os envolvidos tenham criatividade e realizem as demandas de forma rápida, com um olhar atento para a realidade à sua volta.

Como a rotina monótona dificulta esse processo, conseguir que os profissionais tenham esse perfil se torna um diferencial ainda mais importante no mercado de trabalho, que pode ser alcançado com um escritório flexível — o que explica a popularidade e tendência desse conceito.

Percebeu como o escritório flexível pode ser benéfico, desde que bem implementado? Não deixe de investir em materiais que proporcionem mais conforto durante o trabalho, além de uma internet rápida e aparelhos tecnológicos úteis.

Quer continuar de olho nas tendências? Assine a nossa newsletter e continue se atualizando com as nossas postagens!

Quer receber mais conteúdos como esse ?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.