feng shui arquitetura feng shui arquitetura

 Feng shui na arquitetura: como funciona e como aplicar?

7 minutos para ler

Existem diversas palestras sobre Feng Shui na arquitetura e vários profissionais do ramo que fazem uso da técnica para aprimorar seus trabalhos. Muitos clientes ficam satisfeitos com os projetos que incluem a identificação de fluxos de energia, mas você sabe o que é Feng Shui?

Selecionamos informações sobre o que é Feng Shui, como funciona a filosofia e quais são suas principais vantagens. Aqui você vai descobrir dicas para arquitetos de como ela pode ser utilizada na arquitetura para harmonizar os ambientes e propiciar conforto e bem-estar.

Entenda ainda como é possível usar Feng Shui de forma prática para promover o equilíbrio interior e a circulação de bons fluidos nas casas e nas empresas. Continue a leitura e saiba como aplicar os conceitos de acordo com o propósito de cada ambiente.

O que é Feng Shui?

Feng Shui são termos de origem chinesa, que significam vento e água. O conceito é muito conhecido na Ásia, mais especificamente no Vietnã, na Coreia, na China e no Japão. A corrente de pensamento está relacionada aos ideogramas Yang e Yin e ao conhecimento das influências das energias positivas e negativas.

A técnica é utilizada na China há muitos séculos para a promoção do equilíbrio por meio da circulação de fluidos, com o intuito de direcionar as forças para o benefício das pessoas, e já se tornou uma das tendências na arquitetura. Segundo a filosofia, as energias positivas podem ser expandidas nas edificações, que recebem as boas vibrações da natureza.

Como funciona a técnica Feng Shui?

Os ensinamentos do Feng Shui são voltados para a organização e a decoração dos ambientes, de modo que as energias consigam fluir livremente. Os profissionais da arquitetura que adquirem conhecimentos nessa área podem neutralizar as influências nocivas, eliminando o mal-estar e transformando-o em alegria por meio dos 5 elementos citados abaixo.

  • Fogo: é ativado com a aplicação das cores vermelho e púrpura, por objetos triangulares e plantas como begônia, bromélia e gerânio.
  • Terra: é acionado pelas cores marrom, amarelo e laranja, com mobília rústica, objetos quadrados, esculturas e vasos de cerâmica, e flores de girassol.
  • Metal: a ativação é feita pelas cores prata e branco, com objetos redondos de vidro, metal ou mármore, móveis de ferro e flores de jasmim.
  • Água: pode ser ativada pelas cores preto e azul escuro, utensílios de formas sinuosas, fontes, aquários e plantas em vasos de vidro.
  • Madeira: aciona-se com o uso da cor verde, por tapetes de sisal ou juta, objetos de madeira e quadros de flores ou plantas.

A ativação dos fluidos supre as necessidades dos moradores e auxilia os profissionais que trabalham em home office. Para que a técnica funcione corretamente, a pessoa precisa confiar que as energias serão canalizadas e estar pronta para receber os benefícios. Se não desejar ser beneficiada ou não acreditar nos resultados da filosofia, é provável que as alterações benéficas passem despercebidas.

Como utilizar Feng Shui na arquitetura?

Os conhecimentos devem ser aplicados conforme o propósito de cada ambiente e de acordo com a personalidade dos clientes que farão uso do local. Se for um espaço utilizado para trabalho, a aplicação é realizada para facilitar a concentração, a criatividade, a comunicação e a produtividade. Caso seja uma sala para relaxamento, os fluidos são harmonizados para transmitir calma e tranquilidade.

A aplicação do baguá

Uma ferramenta denominada baguá ajuda a distribuir o equilíbrio nos interiores de residências e empresas com a realização de um desenho com 8 lados. No desenho, os locais são divididos para a ativação e o redirecionamento das energias. O baguá representa as 9 áreas que promovem a felicidade do ser humano:

  • saúde e amigos;
  • criatividade;
  • relacionamentos;
  • sucesso e prosperidade;
  • família;
  • espiritualidade e trabalho.

Esse instrumento básico é considerado um elemento para a ativação das energias. Trata-se de uma figura geométrica poderosa, cujos lados têm funções diferenciadas para a associação das áreas aos setores correspondentes, útil para a adição de elementos, objetos, formas e cores que ativam os bons fluidos. Para utilizá-lo, é preciso ter acesso à planta baixa do imóvel.

A harmonia dos setores

Todos os setores devem ser harmonizados para que a construção seja fonte de energias que promovam o bem de quem circula por ela. O setor de trabalho é responsável pelas oportunidades e pelo reconhecimento profissional em ambientes de trabalho, por isso podem ser usados os diplomas, os livros e os cartões de visitas para atrair fluidos positivos provenientes de cristais, fontes ou aquários.

O setor dos amigos é relevante para aqueles que gostam de estar cercados por pessoas de confiança. As energias podem ser estimuladas para o fortalecimento das amizades com o uso de utensílios e móveis de metal, como relógios, espelhos, pratos decorativos, aparadores, cestos, cadeiras e presentes ou fotos de amigos. As cores brancas e os tons pastel também ajudam.

Para o setor da criatividade — que precisa ser ativada para estimular a inteligência, a imaginação e o bom senso —, os objetos indicados são acessórios infantis, brinquedos, fotografias dos filhos e trabalhos escolares feitos pelas crianças colocados em molduras. Além disso, as representações da natureza, tais como vasos de flores ou frutas, são aconselháveis.

Para melhorar a vida afetiva, o setor de relacionamentos depende da disposição de objetos em pares ou quadros que estimulem a harmonia entre o casal. O setor do sucesso requer a aquisição de cristais multifacetados, luzes fortes, formas triangulares, incensos e velas. A prosperidade pode ser atraída por quadros com peixes ou moedas chinesas.

Os laços familiares podem ser fortalecidos pelos cuidados com o setor da família. A convivência tende a ser harmônica, com a superação de crises por meio da inserção de objetos obtidos como herança: cama, mesa, sofá etc. Aquários com peixes coloridos, quadros com os integrantes da família ou paisagens da natureza e móveis de madeira são apropriados.

A saúde é um dos setores mais importantes, visto que, com a sua ativação, as pessoas desfrutam de vida longa e feliz, estando mais dispostas a enfrentar os desafios. Priorize o uso de móveis e utensílios de bambu, esculturas e quadros que definam o corpo saudável, jardins internos, fontes, bonsai e jogos americanos.

Para tratar da espiritualidade, aumentar a sabedoria e obter crescimento pessoal, é necessário estimular a intuição. A paz pode ser favorecida com a formação de um pequeno altar, oratório, livros para reflexão, flores azuis, gravuras de anjos, montanhas ou paisagens, flores, incensos, velas e cristais multifacetados.

Essas são as dicas de Feng Shui na arquitetura, e agora você sabe como funciona e como aplicar a técnica. Como você pode ver, a aplicação da filosofia gera inúmeras vantagens aos usuários. Para os profissionais de arquitetura, ela funciona como um diferencial competitivo. Vale a pena aprender um pouco mais e auxiliar os clientes com os conhecimentos orientais!

Gostou do conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais, acompanhe as publicações e fique por dentro das novidades! Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Instagram, no Pinterest e no YouTube!

Posts relacionados

Deixe um comentário