Decoração minimalista:  7 dicas para fazer!

Antes de entendermos como o minimalismo atua na decoração, precisamos falar sobre seu surgimento e sobre a filosofia de vida minimalista.

O movimento surgiu nos anos 1950 primeiro na arte, trazendo expressão e significado por meio de poucos elementos. Aos poucos, o minimalismo transcendeu a arte e começou a tomar espaço no comportamento, influenciando as correntes científica, artística e cultural como uma forma de simplificar a vida.

O objetivo principal dessa forma de viver é mudar o foco do consumismo exacerbado e dos excessos e trazer a atenção para o que é realmente importante: criação, expressão, relacionamentos e estar no presente. O minimalismo enfatiza viver experiências ao invés de acumular coisas.

Entrando no campo da decoração, o estilo gira em torno da simplicidade, versatilidade e utilidade. Para conseguir trazer esse estilo a um ambiente, é bom atentar a alguns princípios que vão ajudar no planejamento e na execução do projeto. Confira, a seguir, 7 dicas para montar uma decoração minimalista!

1. Menos é mais

Essa é uma frase que pode ser aplicada basicamente em qualquer área de nossas vidas. Ao invés de priorizar quantidade, busque sempre qualidade. Em uma decoração, isso varia da funcionalidade, formato de um móvel até o tipo de material de que ele é feito. Afinal, minimalismo também leva em consideração a durabilidade de um objeto ou peça mobiliaria.

Decorações minimalistas fogem de excessos e mantêm o simples como foco. Em oposição a encher um aparador de objetos decorativos com muitas cores, texturas e formatos diferentes, priorize um único objeto que transmita requinte e qualidade para trazer harmonia e leveza ao ambiente. Menos é mais.

2. Preste atenção às cores

Cores podem ser muito estimulantes e distrativas para uma decoração minimalista, principalmente se utilizadas em excesso. No minimalismo, o ideal é manter a paleta simples, podendo trazer alguns pontos com cores vibrantes, mas sempre prevalecendo tons neutros.

Há quem prefira tons claros, como o branco e cores pastéis, mas é possível também ousar com tons escuros. Nesse caso, uma parede cinza, por exemplo, tem o poder de quebrar a monotonia e trazer requinte ao ambiente.

Atualmente, existem softwares que simulam cores da pintura para ajudar a entender qual tom fica mais harmônico no ambiente, e que seja compatível com o gosto do dono do imóvel.

3. Combine móveis e cores

Não existem regras para uso de cores, visto que encontramos referências de decoração minimalista com tons vibrantes de amarelo ou azul, por exemplo. Todavia, a tendência do minimalismo é seguir uma paleta que dance entre tons mais neutros.

Geralmente, com as cores das paredes em tons neutros, é possível arriscar e trazer um pouco de irreverência com cores primárias. Entende-se por cores primárias amarelo, azul e vermelho.

A presença dessas cores, quando presentes em peças de móveis e objetos como almofadas e lâmpadas, faz com que haja uma quebra na seriedade dos tons neutros — adicionando um toque de personalidade à decoração.

4. Escolha móveis versáteis

Tratando-se de minimalismo e de simplificação da decoração, os móveis minimalistas tendem a ter um formato mais simples, explorando formas geométricas básicas e ângulos. 

Uma das melhores dicas para decorar um ambiente no estilo minimalista é escolher móveis versáteis. A multifuncionalidade de peças mobiliárias ajuda na economia de espaço, dispensando a necessidade de outros itens.

Exemplos de móveis versáteis podem ser mesas que se transformam em estantes, sofá-camas e até mesas de centro que abrigam bancos em sua estrutura. Existe uma variedade de móveis no mercado que cumprem a função de simplicidade, versatilidade e praticidade.

5. Planeje o ambiente

Um projeto de decoração precisa, antes de mais nada, de planejamento. No caso da decoração minimalista, o primeiro passo é priorizar itens mais importantes e descartar o desnecessário.

Quando pensamos em hierarquia e área de respiro, princípios básicos do design, entendemos que, para haver harmonia em um ambiente, é preciso que o local tenha “áreas vazias” e uma certa ordem de importância na disposição e na combinação dos móveis e objetos presentes na decoração.

Teste disposições diferentes levando em consideração a área de passagem, a praticidade para o uso do ambiente e o aspecto visual, e comece a decorar!

6. Explore a iluminação natural

A iluminação ideal tem o poder de transformar um ambiente em um lugar aconchegante, estimulante ou até excêntrico. Uma das melhores formas de iluminar um ambiente é sempre explorando os potenciais da luz natural.

Além de simplificar a decoração, reduzindo a necessidade de lâmpadas, abajures e lustres extras, o minimalismo se aplica também à redução de consumo energético, gasto que ainda tem impacto na forma como manejamos recursos naturais.

7. Abrace a filosofia minimalista

Como vimos no início do post, o minimalismo vai muito além da disposição visual de elementos simplificada. Sua filosofia engloba diferentes esferas da vida e pode ser aplicada no vestuário, na alimentação, no ambiente e nos processos de trabalho, no fluxo de informação que absorvemos no dia a dia e até mesmo em relações.

Aplicar o minimalismo é uma oportunidade de reavaliar o que realmente é essencial em nossas vidas. Desde o excesso de informações em um ambiente, o consumismo exacerbado de itens de que não precisamos, incluindo embalagens e lixo gerado, é uma forma não só de autocuidado, mas de atenção com o coletivo e o futuro.

Separe um tempo para avaliar seus objetos e sua vida. Fazer perguntas como “Será que eu realmente preciso disso?” ou “Há quanto tempo não uso isso e quando vou usar?” podem ajudar a identificar excessos que estejam permeando nossas vidas.

Planejar e executar uma decoração minimalista não é tão complicado, certo? Apesar de as dicas mencionadas no post serem simples, muitas vezes, precisamos de referências visuais até para entender na prática como o minimalismo funciona em um ambiente.

Existem uma infinidade de blog posts que ensinam sobre decoração, assim como um lugar excelente para procurar referências é o Pinterest. Digite a palavra-chave no buscador e explore diferentes possibilidades para transformar um lugar com uma decoração minimalista.

Gostou das dicas do post? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.