psicologia das cores

Como a psicologia das cores funciona e como usar isso a seu favor?

As cores podem influenciar nossa percepção e emoções. Geralmente, quando nos sentimos mais alegres e dispostos, tendemos a escolher peças de roupa ou outros itens em tons mais quentes e vibrantes. Mas, se o ânimo não está nos melhores dias, podemos preferir tons mais frios ou sóbrios.

Isso está relacionado à psicologia das cores, assim, a combinação entre ambiente de trabalho e cores é essencial para quem deseja um local de trabalho produtivo, estimulante e criativo, mas tranquilo e livre de sobrecarga e estresse.

Nessas primeiras linhas, essa tarefa parece uma missão impossível, mas é preciso apenas estudar um pouco sobre o assunto e entender como cada cor atua no nosso cérebro, interferindo no comportamento. Quer saber os detalhes? Acompanhe o texto!

O que é psicologia das cores?

É basicamente o estudo da influência das cores no comportamento das pessoas. Isso acontece porque o nosso cérebro associa a cor aos diversos contextos e ambientes que frequentamos, provocando efeitos, sensações e emoções distintas de acordo com as tonalidades presentes.

Além disso, a maneira de enxergar cada cor pode variar muito de acordo com fatores culturais, idade e outras características.

Como as cores influenciam no bem-estar?

Então, se você já percebeu que toda a sua atenção se voltou para determinado ponto colorido de verde, por exemplo, ou sentiu fome ao entrar em um restaurante decorado em tons de laranja, saiba que essas cores podem exercer alguma interferência na sua vida.

Esses sinais indicam que, se bem aplicada em um ambiente, a paleta de cores pode surtir efeitos muito benéficos no estado emocional das pessoas. Da mesma forma, pode interferir negativamente no humor, na capacidade de foco e no bem-estar.

Por isso, o emprego da psicologia das cores em projetos de interiores pode ser determinante para a criação da atmosfera do lugar. Em qualquer situação, seja para estudar, relaxar, trabalhar e outras, sempre haverá uma tonalidade para enfatizar a atividade que você precisa desempenhar.

Preferências e personalidade

Quanto à preferência por determinadas cores, esse fato costuma estar associado a padrões de personalidade. Dificilmente alguém optaria por uma cor de que não gosta, sem falar que praticamente todo mundo tem uma ou mais cores favoritas. Nesse sentido, parece existir algo próprio em cada indivíduo que o leva a gostar ou não de determinadas cores.

Cada um percebe e concede significados próprios às cores. E esse fato não está relacionado apenas às diferenças de percepção fisiológica, como o daltonismo, mas também à história do indivíduo e às associações feitas a partir de suas experiências pessoais.

No entanto, tudo leva a crer que a maioria de nós escolhe uma cor ou outra para se vestir, por exemplo, motivados pelo humor ou outro motivo qualquer. O mesmo processo se dá na escolha das tonalidades da decoração, dos móveis e de outros elementos que nos cercam.

Nesse sentido, podemos concluir que, ao escolher uma cor com regularidade, estamos sinalizando uma estabilidade da personalidade. Do contrário, é possível que a mudança repentina de preferência aponte para a tentativa de desenvolver novas qualidades ou enfrentar mudanças.

Quais são os efeitos das cores nos ambientes?

As cores podem produzir determinados efeitos nos ambientes, conforme as definições a seguir descritas.

Vermelho

Nos ambientes, as cores quentes podem ser usadas para provocar um efeito estimulante na mente. Assim, o vermelho é sempre associado à paixão, vitalidade e energia. Sua intensidade confere ao ambiente mais vigor, motivação e inspiração. Para criar uma atmosfera radiante que esbanja energia, o vermelho é a cor ideal.

No entanto, é preciso saber usá-lo, já que seu excesso pode causar cansaço visual. Os locais mais apropriados para essa cor são estabelecimentos relacionados à alimentação, em razão do estímulo ao apetite.

Laranja

É uma cor quente e cheia de energia, vitalidade e intensidade, associada à abertura da inovação e à criatividade, o que a torna indicada para ambientes que precisam desse tipo de estímulo. Mas, por se tratar de uma tonalidade muito vibrante, seu uso deve ser mais moderado, a fim de evitar muita agitação.

Amarelo

O amarelo também significa energia e provoca sensações positivas nos ambientes onde está presente. É uma cor solar que ilumina e amplia pequenos espaços, despertando alegria e vitalidade. Também favorece a comunicação, por isso, é perfeita para ser usada em ambientes que precisam desse tipo de estímulo.

É, também, ideal para ser empregada em locais de uso comum, como salas de estar, de jantar e espaços de convívio, de maneira geral.

Verde

O verde é frequentemente relacionado à natureza, à saúde e à tranquilidade. Por isso, distingue-se como uma cor de renovação, bem-estar e esperança, com propriedades que minimizam o estresse. Sua indicação, portanto, é para aplicação em quartos e salas de estar.

Com todas as qualidades ligadas a essa cor, sua ligação com a positividade também é forte. Apesar de ser classificada como um tom frio, as nuances mais claras a tornam mais versátil quando se aproxima das mais quentes, como o amarelo e o laranja.

Para usar em ambientes, vale apostar no verde natural da vegetação espalhado pela casa em pequenos móveis, almofadas, puffs, mesas de cabeceiras e outros detalhes que ganham mais vida com essa tonalidade.

Azul

O azul é a cor dos oceanos, do céu, da tranquilidade e da confiança. Sua essência pacífica, harmoniosa e calmante é perfeita para ser aplicada nos quartos, em nuances mais claras. Tons de azul também transmitem sobriedade, ajudando a criar amplitude nos espaços. Em lugares mais quentes, ajuda a reduzir a sensação de calor, se combinado com uma luz suave.

Rosa

O rosa é delicado, romântico e está ligado ao amor, acolhimento, feminino e versatilidade. Sendo assim, é possível decorar qualquer ambiente com essa cor. Ela estimula a gentileza e a amabilidade e, quando usada em ambientes minimalistas, cai bem em luminárias, vasos, estantes, enfim, em detalhes pequenos.

Cinza

O cinza é neutro por excelência, mas também tem seus significados e influências no comportamento das pessoas. Sendo assim, sinaliza seriedade e equilíbrio, por isso, é ideal para ambientes monocromáticos, já que se adapta facilmente ao acréscimo de acessórios e itens de decoração com outras cores.

O estilo industrial é muito associado ao cinza e ganhou muitos adeptos que o usam em diversos ambientes da casa e do local de trabalho, incluindo o home office.

Branco

Por se tratar de um tom neutro, permite uma extensa variedade de combinações. É sempre relacionado à tranquilidade, à paz e ao minimalismo, mas pode trazer monotonia se não tiver um complemento mais colorido.

Para evitar isso, é interessante complementar os espaços com peças mais vibrantes em itens decorativos, pequenos móveis e outros detalhes, dependendo do local e de sua finalidade. É mais uma cor amiga da luminosidade e da amplitude, por isso tende a aumentar espaços menores.

Violeta

É uma cor associada à espiritualidade e ao misticismo e convida à introspecção e à busca da paz de espírito. Favorece, ainda, a comunicação e a proximidade entre pessoas nos ambientes. Seu uso ajuda a relaxar e a induzir estados meditativos. Seu excesso, contudo, pode causar melancolia.

Preto

Essa cor sóbria remete à elegância, distinção e assertividade. Seu uso em ambientes, portanto, reforça a segurança e a capacidade de decisão firme. Ao combinar com o branco, cria-se um jogo de luz e sombra interessante.

Como as cores podem influenciar a produtividade?

Se as cores influenciam em tudo, conforme vimos anteriormente, por que não afetariam a produtividade dos colaboradores de uma empresa? Assim sendo, gigantes tecnológicas, como o Facebook, o Twitter e o Google, apostaram em ambientes bastante coloridos e bem projetados para estimular suas equipes.

Essa escolha recai no mesmo raciocínio acima exposto. Portanto, para incentivar a criatividade e a disposição, as cores mais vibrantes são perfeitas e devem ser as protagonistas. Nos lugares que exigem mais concentração, os tons frios são mais indicados, uma vez que favorecem a calma e a serenidade necessárias para o foco.

No entanto, a grande aposta no entendimento da psicologia das cores é saber dosar para que o equilíbrio prevaleça e possa favorecer todos os aspectos, valorizando a qualidade de vida e realçando a criatividade. Nesse sentido, vale muito escolher os móveis com cores e formas adequadas ao propósito da empresa, de maneira a incentivar a produtividade do time.

Se você se identificou com o tema, aproveite e compartilhe esse conhecimento com os seus contatos nas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.