revestimento para paredes

Veja 4 dicas de como escolher o revestimento para paredes!

Na fase de acabamento de uma obra, um dos aspectos mais importantes é o revestimento para paredes. Afinal, ele dá a aparência delas e contribui para a decoração e estilo de toda a construção, além de sua preservação. Por isso, precisa ser escolhido com cuidado.

A seguir, veja para que serve o revestimento e conheça seus principais tipos. Confira também 4 dicas para escolher os ideais. Boa leitura!

Revestimento interno e externo: para que serve?

De forma geral, o revestimento para paredes é usado para finalizar a obra e protegê-la. Ou seja, ele funciona como uma camada extra, que recebe o impacto de vários elementos como água, vento, baques, sol, entre outros.

Dessa maneira, o revestimento externo ou em áreas úmidas, como cozinha e banheiro, precisa ser mais resistente que em áreas internas e espaços com menos riscos de sujar ou umedecer, como os quartos.

Além disso, sua função estética é muito importante. Afinal, dependendo do revestimento escolhido, especialmente em ambientes internos, é possível criar todo um clima diferente, que combina com o estilo de decoração buscado.

Por exemplo, quem gosta do estilo rústico, tende a apostar bastante no revestimento de madeira para as paredes, que deixa o ambiente aconchegante e natural.

Outro aspecto importante para a construção é que o revestimento garante a segurança. Por exemplo, em ambientes úmidos como banheiros e piscinas, algumas opções podem ter tratamentos e superfícies antiderrapantes, que evitam escorregões e quedas, outras podem evitar a proliferação de mofo nas paredes.

Já em uma cozinha profissional, o revestimento à prova de fogo e umidade garante a segurança do ambiente de trabalho. Além disso, também há opções que são feitas para serem fáceis de limpar, tornando o dia a dia desses locais muito mais fácil.

Quais os principais tipos de revestimento para paredes?

Saber escolher o revestimento para paredes ideal é muito importante para um projeto. A seguir, confira alguns dos principais tipos!

Pedra

Para um estilo natural e único, as pedras são um bom exemplo de revestimento para paredes. Podendo ser de vários tipos, elas geralmente são tratadas e podem ser usadas também em detalhes.

O granito, por exemplo, é resistente e costuma ser usado em áreas externas. Já o mármore é elegante e costuma estar presente em lugares de destaque, como um hall de entrada.

Pintura

Conhecida por ser uma das opções mais econômicas, a pintura pode causar bons resultados como revestimento para paredes. Afinal, existem tintas variadas para se usar e que ajudam a proteger as paredes.

Por exemplo, há tintas que evitam mofo e umidade, opções com acabamento brilhoso ou aveludado e até as que imitam outros revestimentos, como a de cimento queimado.

Grafiato

O grafiato é um tipo de massa que já tem cor. Por isso, dispensa a pintura. Ideal para ambientes externos, seu visual é rústico e cria uma textura com ranhuras. Além disso, tem fácil aplicação, por isso fica pronto mais rápido.

Tijolinho

Atemporal, o tijolinho tem um visual rústico e confortável, que remete à natureza. Versátil, costuma ser usado tanto em áreas externas quanto internas. Aliás, nestas ele pode ser usado como uma parede de destaque ou para um ambiente completo, como uma varanda com churrasqueira. Outra vantagem é que pode ser pintado para ter uma aparência diferente da cor de terracota.

Porcelanato

O destaque do porcelanato é sua resistência. Produzido por meio de uma mistura de porcelana com minerais, que é queimada em altas temperaturas, sua superfície tem menos porosidade que a cerâmica, fazendo com que o revestimento absorva menos água.

Variado em tamanhos, cores e modelos, também é conhecido por imitar outras texturas, como o mármore.

Madeira

Usado há séculos, o revestimento para paredes de madeira tem diferentes formas de uso e provém de diferentes madeiras.

Por exemplo, você pode encontrar tábuas corridas, tacos e pisos laminados. Além disso, a madeira pode ser natural, aglomerada e até de demolição. Quanto às fontes, é comum usar opções como Ipê e Pinheiro.

Como escolher o melhor revestimento para paredes com 4 dicas?

Agora que você sabe para que serve e quais os tipos de revestimento para paredes, precisa escolher o melhor.

Nesse caso, com exceção de aspectos de segurança, como revestimentos contra incêndio, não existem regras que definem que, em certo ambiente, devem ser usados somente certos tipos de material. Tudo depende de vários fatores, como o estilo que você quer seguir. A seguir, confira algumas dicas para chegar a melhor decisão!

1. Avalie o ambiente para revestir

O primeiro aspecto é observar o ambiente que você quer revestir, começando por saber se é interno ou externo. Dessa forma, já é possível selecionar algumas opções que podem dar um visual único ao espaço.

Além disso, é importante pensar no projeto a longo prazo. Afinal, trocar o revestimento para paredes dá trabalho e pode exigir um grande investimento. Por isso, não é algo que as pessoas fazem a todo momento. Assim, precisa ser bem-feito e usar opções de qualidade e duráveis.

Outro aspecto essencial também é se atentar para o tipo de acabamento. Já que, além da estampa e material do revestimento, também é possível escolher cores, brilhos e texturas que mudam toda a aparência do espaço.

2. Verifique os materiais adequados

Como você viu, há diversos tipos de revestimento. Portanto, estudar e verificar os materiais com mais potencial para certas áreas é uma boa forma de fazer uma pré-seleção.

Por exemplo, para um quarto, dificilmente pedras vão ser usadas, mas vários tipos de madeira, porcelanato que imita mármore e até cimento queimado podem ser opções.

3. Conheça os hábitos das pessoas

Para agradar seus clientes e oferecer as melhores opções de escolha de revestimento para paredes, também é necessário conhecer os hábitos das pessoas. Dessa forma, é mais fácil identificar os ambientes que mais valorizam. Por exemplo, quem cozinha bastante vai querer uma cozinha funcional, com revestimento prático e bonita.

4. Considere o tipo de decoração

O tipo de decoração que a pessoa quer ter em sua casa ou empresa também vai dizer muito sobre os materiais do revestimento. Afinal, muitos deles estão ligados a decorações específicas.

Por exemplo, a madeira é o principal material do estilo rústico. O mármore é imponente no estilo clássico. Já a pintura é universal e, dependendo da cor e tipo de tinta, combina com qualquer tipo de decoração.

Quando se faz uma reforma ou se constrói uma casa, um dos principais aspectos a serem definidos depois de pronta é o revestimento para paredes. Isso porque ele é essencial para proteger a construção, bem como lhe conferir estilo e beleza. Além disso, em alguns ambientes, o revestimento é imprescindível para a manutenção dos espaços. Por isso, vale a pena conhecer os diferentes tipos de materiais e seguir as dicas de como escolher os ideais para o seu projeto.

Gostou de saber os tipos de revestimento que existem? Deixe nos comentários as suas dúvidas sobre eles!

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.